Background Image

A AURICULOTERAPIA é uma metodologia de Diagnóstico e Tratamento criada e desenvolvida pelo Dr. Paul Nogier (1908-1996).

A originalidade do Dr. Paul Nogier consistiu em propor métodos de tratamento baseados em estímulos físicos numa época em que a química reinava na medicina.

Dr. Paul Nogier era engenheiro de formação antes de entrar na Faculdade Medicina de Lyon, e olhava o ser humano sob o ponto de vista da física. Ele entendia que os sistemas biológicos não eram unicamente sensíveis às substâncias químicas ativas, mas também às estimulações físicas.

Por este motivo ele sempre buscava administrar aos pacientes tratamentos físicos, para evitar os efeitos secundários dos componentes químicos dos medicamentos.

O início

Em 1951, Dr. Paul Nogier recebeu para consulta um paciente que havia curado sua dor ciática através de uma cauterização na orelha, realizada por uma curandeira em Marselha, a Sra. Barrin. De posse desta informação Paul Nogier tenta entender como essa cura estranha pode acontecer. Demorou mais de 30 anos para que ele conseguisse compreender os mecanismos reflexos sustentados pelo pavilhão da orelha.

A descoberta

A orelha apresenta pontos que se tornam detectáveis ​​em caso de dor ou perturbação funcional, através da pesquisa de dor ou utilizando detectores elétricos de pontos. Hoje sabemos que aparecem, na superfície da orelha, áreas com menor resistência elétrica cutânea quando há uma presença de distúrbios funcionais.   Cada ponto da orelha corresponde à uma parte do corpo específica, ou seja, existe um mapeamento real, baseado em Somatotopia.

Como Funciona

Conhecendo adequadamente a fisiologia do Sistema Nervoso Central e sabendo executar estes dois métodos de detecção: a detecção de pontos dolorosos e a detecção de pontos de menor resistência eléctrica cutânea, é possível em primeiro lugar efetuar uma análise precisa da orelha para o diagnóstico, e, posteriormente escolher adequadamente os estímulos corretos para o tratamento, estimulando os pontos da orelha seja através de agulhas, cauterização, massagem ou ondas eletromagnéticas.

As indicações para auriculoterapia são muitas, mas principalmente são:

Auxílio a vícios
As dores e os distúrbios funcionais.
Tratamento de doenças funcionais

Como diarréia, constipação, dor de cabeça, fadiga entre outros 

Tratamento de certas doenças neuropsiquiátricas leves

Neuroses, depressão, etc

Quer saber mais?